TuneList - Make your site Live

Grupo de pessoas que leram e aguentaram

terça-feira, 15 de março de 2011

Geração-À-Rasca-porque-tirou-um-curso-e-por-isso-tem-que-ter-um-emprego-qualificado-senao-amuam-e-fazem-manifs quero que vocês se fodam. Sinceramente.
Aos outros, aqueles que de facto não tiveram oportunidades na vida, a minha solidariedade. Se quiserem fazer uma manifestação séria contem comigo.

5 comentários:

Adrenaline Shot disse...

Devo "corrigir-te" mais uma vez... (e começa aqui a desenhar-se um padrão que me levará à completa descridibilização como pessoa normal e à iminente expulsão de qualquer contacto blogosférico)

Esses não são os da "Geração à rasca" são os da "Geração rasca" mesmo. É que é fácil protestar porque não temos um emprego e vivemos à custa dos pais ou do Estado. A alternativa de trabalhar pelo menos dez horas por dia, incluindo aos fins-de-semana não agrada.
Para os que efectivamente mereciam um pouco mais de sorte nesta vida, na forma de oportunidades justas baseadas na meritocracia, para esses, a minha solidariedade.

Louco disse...

Oportunidade justa é um conceito propositadamente vago ?
É que a menos que te tenhas distinguido na área em que te qualificaste, para a maioria das áreas, acabar o curso, per se, só te dá uma gratificação pessoal e um diploma. Não te atira de cabeça para um emprego (vê como não falei em trabalho) bem remunerado e de sonho.
Assim sendo, oportunidade justa é acabares um curso e teres um trabalho, de sonho ou não, provavelmente a a termo, em que te sejam dadas oportunidades justas de te distinguires e passares a efectivo e um dia, quem sabe, fazeres algo mais. Se acabaste um curso e o teu país não te dá uma oportunidade destas revolta-te e eu revolto-me contigo. Se te dá e tu não a queres aproveitar porque pagaste 3000 euros em propinas e te julgas especial... "cry me a river".


Bem sei que não é o teu caso :) Mas serve como exemplo.

Helena disse...

Por causa da manif e em tom irónico, pus no facebook a frase "nao estou à rasca".
Uma gaja chateou-se comigo, por não me mostrar solidaria com a precariedade nacional. Acho que nunca mais me vai falar, muahahah.

Louco disse...

Quando a vires de novo diz-lhe que eu também não estou solidário com a maioria dos que foram fumar charutos para lá no sábado. Até porque não rodaram.

Oréade disse...

Amén!

Ora muito bem, se estão à rasca, pois meus amigos desenrasquem-se que já a minha avó dizia que a tropa mandava tal coisa!
saudações ao louco**