TuneList - Make your site Live

Grupo de pessoas que leram e aguentaram

quarta-feira, 2 de fevereiro de 2011

"Culpado, eu?"

"Renato Seabra declara-se não culpado da morte de C. Castro" 

Já previa. Em seguida diz que o saca-rolhas tinha vida própria.
Se há coisa que o português faz como nenhum outro povo no mundo é sacudir a água do capote. Se a coisa dá para o torto nunca fomos nós.
Foi o vizinho, o gato, o clima, ou o Socrates. Nunca "foi a gente".
O engraçado seria o homem conseguir safar-se com esta estória. Não é que eu tenha alguma coisa contra o Carlos Castro, longe disso, sou todo pró-maricagem, mas em época de vacas magras e de crise era bom ver um português a "safar-se lá fora".



O que eu sei vocês já sabem!
Espero ter colaborado.

2 comentários:

Pinkk Candy disse...

a parte mais interessante do teu post foi esta: " sou todo pró-maricagem".

ÉS????????? LOOOOOL

GENIAL!!! REALLY!!!

Di disse...

eu também sou toda pró-mariquice,adoro homens e saltos altos,não necessariamente juntos mas isso não interessa.
Eu quero que o Seabra venha embora daquela terra nojenta porque há cá muito vinho para abrir.